Plantas Dentro de Casa, Quais os Principais Desafios e Benefícios desta Grande Tendência? - SAGIPER
SAGIPER
Menu

BLOG

Plantas Dentro de Casa, Quais os Principais Desafios e Benefícios desta Grande Tendência?

Plantas Dentro de Casa, Quais os Principais Desafios e Benefícios desta Grande Tendência?

Como já deve ter reparado anda aí uma verdadeira febre de trazer plantas para o interior das casas, apartamentos, cafés, restaurantes ou mesmo escritórios.
Isto pode ser explicado pelo afastamento da natureza, por parte das pessoas que vivem nos grandes centros urbanos, em espaços cada vez mais pequenos.
Os vasinhos cheios de plantas da avó não são novidade mas agora o verde é mesmo tendência e vai continuar a ser por mais algum tempo.

Seja como for, aposto que já se sentiu tentado em comprar algumas plantas para decorar o seu cantinho e começar a criar a sua floresta urbana, mais conhecida por urban jugle. Saiba aqui quais são os desafios e benefícios desta moda tão presente nos dias de hoje.

Pode usar plantas de plástico, algumas já enganam bem mas não têm os mesmos benefícios, ficam cheias de pó e para além disso o plástico pode começar a descascar tornando-se muito feio. E, nos tempos que correm já deve andar a pensar como utilizar menos plástico no seu dia-a-dia, por razões ambientais e de forma a diminuir o nosso impacto no planeta.

Supondo então que irá optar por plantas verdadeiras, as plantas são seres vivos e exigem alguns cuidados, mas ter plantas em casa pode ser bem simples e aquela rega uma vez por semana até acaba por ser uma forma de descontração.
Como seres vivos que são as plantas precisam de sol, mas há plantas bastante bem adaptadas à sombra, ou seja que não precisam de luz solar directa, estas são muitas vezes as mais escolhidas para os interiores.

Comece de forma simples, escolha uma planta de que gosta e com poucos cuidados, e vá adicionando novas plantas com o tempo, saiba que planta comprou para poder perceber bem as suas necessidades em termos de luz e água, muitas plantas acabam por morrer por terem água a mais por exemplo.
O mais fácil são mesmo as suculentas ou cactos, que nem precisa de regar e têm formas arquitectónicas incríveis, são um bom começo e a maioria bastante fáceis de propagar pelo que de uma poderá passar a ter várias, sem qualquer custo.
Não é preciso muito mais que luz solar e água, poderá ser necessário mudar de vaso mas isto acontece a cada ano ou dois anos.
Ou seja, como vê é bastante simples, escolha as plantas mais adequadas ao tratamento que lhes pode dar e verá que os benefícios são muito maiores do que o trabalho que tem que ter com as plantas.

Têm sido feitos vários estudos mas os principais benefícios prendem-se com o facto de as plantas purificarem o ar, transformando o dióxido de carbono em oxigénio e libertarem água sob a forma de vapor, aumentando a humidade no espaço o que pode ser importante para a sua saúde, nomeadamente das vias respiratórias.

Outros estudos apontam também para grandes vantagens a nível psicológico, nomeadamente o aumento da capacidade de concentração e produtividade e outras melhorias na saúde mental em geral.

Vantagens não faltam, vai aderir?

Amália Souto de Miranda
Arquiteta Paisagista

Share